home

Reforço da vacinação vai acelerar para abranger 2,5 milhões de pessoas até janeiro

Reforço da vacinação vai acelerar para abranger 2,5 milhões de pessoas até janeiro

Vacinar mais pessoas e em menos tempo é uma exigência a que o Governo quer responder, tendo já autorizando a contratação de “todos os profissionais que venham a ser necessários” para o reforço da vacinação contra a Covid-19. A garantia foi ontem deixada, em conferência de imprensa, pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales.

Publicado por:

Acção socialista

Ação Socialista

Órgão Nacional de Imprensa

O “Ação Socialista” é o jornal oficial do Partido Socialista, cujo(a) diretor(a) responde perante a Comissão Nacional. Foi criado em 30 de novembro...

Ver mais

Notícia publicada por:

António Lacerda Sales

Para que este objetivo possa ser atingido, o Governo deu já indicações para que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) contrate “todos os recursos humanos que forem necessários”, médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, para que o reforço da vacinação em Portugal possa ser acelerado “até ao final do ano”, estando previsto, ainda segundo António Lacerda Sales, que em janeiro “tenham sido vacinadas 2,5 milhões de pessoas”, incluindo os “maiores dos 50 anos que tenham recebido a primeira dose da vacina da Jassen”.

Lembrando que “nenhum dos recursos humanos que esteve no anterior processo de vacinação foi dispensado” e que muitas das estruturas que funcionaram durante o primeiro processo, designadamente os centros de vacinação, “podem agora ser de novo reativados”, o secretário de Estado aproveitou o momento para, uma vez mais, enaltecer a importância do “trabalho de cooperação com as autarquias locais” em todo este processo, referindo o papel inexcedível que prestaram à comunidade na luta contra a pandemia de Covid-19.

O governante referiu, depois, que a aproximação do Natal está a contribuir para aumentar a “pressão” para que se avance rapidamente com o processo de vacinação a um “número maior de pessoas elegíveis”, não deixando de manifestar otimismo pelo número “muito significativo” de pessoas entretanto já inoculadas com a dose de reforço, cerca de 850 mil.

Ainda de acordo com o secretário de Estado, até dezembro “serão vacinadas 1,5 milhões de pessoas” que já estavam previstas ser vacinadas com a dose de reforço, garantindo que nos dias 5, 8, 12 e 19 do próximo mês os centros de vacinação “vão estar abertos para as cerca de 250 mil pessoas, com mais de 50 anos, a quem foi administrada a vacina da Janssen”, sendo que os restantes, como também mencionou, “serão progressivamente agendados por faixa etária até janeiro”, altura em que o Governo prevê “ter 2,5 milhões de pessoas vacinadas”.

ARTIGOS RELACIONADOS