home

Portugal é o primeiro país do mundo com 85% da população vacinada

Portugal é o primeiro país do mundo com 85% da população vacinada

O objetivo de ter 85% da população de Portugal continental completamente vacinada contra a Covid-19 foi atingido, revelaram este sábado o Ministério da Saúde e a Direção-Geral da Saúde.

Publicado por:

Acção socialista

Ação Socialista

Órgão Nacional de Imprensa

O “Ação Socialista” é o jornal oficial do Partido Socialista, cujo(a) diretor(a) responde perante a Comissão Nacional. Foi criado em 30 de novembro...

Ver mais
Vacinação

De acordo com os dados oficiais, foram administradas, em Portugal continental, cerca de 15,3 milhões de vacinas, possibilitando que cerca de 8,4 milhões de pessoas tenham agora o esquema vacinal completo. Portugal torna-se assim o primeiro país do mundo a atingir a meta de 85% da população vacinada.

“Este importante marco só foi possível graças ao compromisso e esforços de todos os profissionais de saúde e outras entidades envolvidas nesta campanha de vacinação, incluindo forças armadas, forças de segurança e autarquias”, salienta o Ministério liderado por Marta Temido, enaltecendo também “a forte adesão da população a esta campanha de vacinação, contributo essencial para Portugal alcançar as metas definidas”.

“Os portugueses confiaram na ciência, nas vacinas e nos seus benefícios”, assinala a nota, realçando ainda a forte adesão da população mais jovem.

De acordo com as estimativas, no que se refere à população adolescente, entre os 12 e os 17 anos, cerca de 88% tem já iniciado o seu esquema vacinal, sendo 83% já terão a vacinação completa.

A tutela sublinha ainda o papel inestimável do Serviço Nacional de Saúde, como suporte, com mais de quatro décadas de existência, que é “a fundação deste sucesso”.

“Um Serviço Nacional de Saúde, com excelentes profissionais, que faz de Portugal um país mais saudável, mais justo e mais inclusivo”, conclui.

Dose de reforço arranca esta segunda-feira para população idosa

A partir de hoje, segunda-feira, terá início a fase de administração de uma terceira dose de reforço da vacina contra a Covid-19 para a população com mais de 65 anos e imunodeprimidos que tenham tomado a vacina da gripe há mais de 14 dias.

“Temos que reforçar de alguma forma a imunidade daqueles que necessitam de um novo estímulo para ficarem mais protegidos porque a proteção vai diminuindo ao longo do tempo e estamos a fazê-lo em dois grupos”, adiantou a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, explicando que será dada prioridade “às pessoas com 80 anos ou mais e para as pessoas que residem em lares e estruturas similares”.

Graça Freitas lembrou ainda que, a par deste reforço de doses para os grupos elegíveis, o processo de vacinação contra a Covid-19 ainda continua, uma vez que é necessário completar a vacinação de alguns e de vacinar aqueles que ainda não têm nenhuma toma, como os jovens que, entretanto, atingem os 12 anos ou pessoas que vêm de fora nestas condições.

ARTIGOS RELACIONADOS