home

Orçamento do Estado para 2023 traz estabilidade e confiança

Orçamento do Estado para 2023 traz estabilidade e confiança

O presidente do Grupo Parlamentar do Partido Socialista, Eurico Brilhante Dias, assegurou hoje que a proposta do Orçamento do Estado para 2023 apresenta um “reforço dos rendimentos, com estabilidade para dar confiança quando o país enfrenta um momento de grande incerteza”.

Publicado por:

Acção socialista

Ação Socialista

Órgão Nacional de Imprensa

O “Ação Socialista” é o jornal oficial do Partido Socialista, cujo(a) diretor(a) responde perante a Comissão Nacional. Foi criado em 30 de novembro...

Ver mais

Notícia publicada por:

Eurico Brilhante Dias. GPPS

“É um Orçamento do Estado no quadro de uma legislatura de reforço da estabilidade e da confiança”, asseverou Eurico Brilhante Dias no final da reunião com o ministro das Finanças, Fernando Medina, e com a ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, sobre a política orçamental para o próximo ano.

O líder parlamentar do PS, que esteve na reunião juntamente com a vice-presidente da bancada socialista Jamila Madeira e com os deputados Miguel Cabrita e Miguel Costa Matos, frisou que “os portugueses sabem que vivemos tempos externos de grande incerteza e o trabalho que o Governo está a fazer, quer com os parceiros sociais no setor privado, quer também no quadro da administração pública, está a criar um referencial de estabilidade que vai permitir que em 2023 a economia portuguesa possa continuar a crescer, convergindo com a União Europeia”.

Vai permitir ainda manter os níveis de desemprego, que “continuarão a estar historicamente baixos, ao mesmo tempo que o investimento e o investimento produtivo irá aumentar fazendo a comparação com 2022”, disse.

“Olhando até 2026, os salários, os rendimentos dos portugueses vão continuar a aumentar”, congratulou-se Eurico Brilhante Dias, que afiançou que este Orçamento vem “proteger as famílias portuguesas”.

O presidente da bancada do PS alertou em seguida que “a estabilidade e a confiança precisam mesmo de contas certas”. Por isso, “voltaremos a ter um Orçamento do Estado que, olhando para a frente, para 2023, terá uma dívida pública mais baixa, na ordem dos 110%, e um défice orçamental que se estima abaixo de 1%, em torno dos 0,9%”, explicou.

Eurico Brilhante Dias destacou os pontos mais importantes do Orçamento do Estado para 2023: “A estabilidade e confiança e garantir que os portugueses têm uma melhoria dos seus rendimentos no momento de grande incerteza”, com a evolução da inflação. “Ter contas certas” é um “elemento muito importante”, asseverou.

ARTIGOS RELACIONADOS