home

Governo quer antecipar aquisição de mais doses para acelerar plano de vacinação

Governo quer antecipar aquisição de mais doses para acelerar plano de vacinação

O Governo está a negociar com a União Europeia para receber antecipadamente mais vacinas contra a Covid-19, o que poderá acontecer “nos próximos dias”. O anúncio foi feito esta manhã, em Lisboa, pela ministra da Saúde, Marta Temido.

Publicado por:

Acção socialista

Ação Socialista

Órgão Nacional de Imprensa

O “Ação Socialista” é o jornal oficial do Partido Socialista, cujo(a) diretor(a) responde perante a Comissão Nacional. Foi criado em 30 de novembro...

Ver mais

Notícia publicada por:

Marta Temido

“Nos próximos dias, temos a possibilidade de possuir mais doses de vacinas de entrega antecipada da Pfizer, através de cedências de outros países que se encontram com as respetivas campanhas de vacinação em outras fases”, disse Marta Temido.

Para isso, “junto da Comissão Europeia e outros países que estão no processo de compras conjuntas, Portugal e o Governo continuam empenhados no sentido de tentar agilizar a entrega de uma maior quantidade de vacinas” contra a Covid-19 da Pfizer, adiantou a ministra.

O anúncio foi feito após a assinatura de um protocolo com o setor social no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que teve lugar esta manhã, no Palácio Marquês do Alegrete, em Lisboa, numa cerimónia presidida pelo primeiro-ministro e líder socialista, António Costa.

A ministra da Saúde referiu, ainda, que a “campanha de vacinação prossegue de acordo com aquilo que está programado” e avança ao ritmo “daquilo que é o ‘stock’ de vacinação”.

Mais de 120 mil vacinações por dia

A ministra da Saúde salientou que nas últimas semanas foram vacinadas “mais de 120 mil pessoas, em média” por dia, o que permitir que Portugal atinja em meados de agosto “uma nova marca”.

“Nós conseguimos vacinar nas últimas semanas, em cada um dos dias, mais de 120 mil pessoas, em média. Isso permitiu-nos atingir já uma vacinação de uma parte significativa da nossa população e, sobretudo, ter a expectativa de na segunda semana de agosto conseguir atingir uma nova marca em termos daquilo que é o nosso calendário”, disse Marta Temido.

ARTIGOS RELACIONADOS