home

António Costa com receção calorosa em Beja em dia dedicado à inovação e agricultura sustentável

António Costa com receção calorosa em Beja em dia dedicado à inovação e agricultura sustentável

O Secretário-geral do PS, António Costa, destacou esta quarta-feira em Beja, num dia de campanha para as legislativas dedicado à agricultura sustentável, o papel da inovação no aumento da produção agrícola, realçando ainda, também nesta área, a importância da imigração para o crescimento económico do país.

Publicado por:

Acção socialista

Ação Socialista

Órgão Nacional de Imprensa

O “Ação Socialista” é o jornal oficial do Partido Socialista, cujo(a) diretor(a) responde perante a Comissão Nacional. Foi criado em 30 de novembro...

Ver mais
António Costa em Beja

O líder socialista visitou esta quarta-feira em Beja a empresa PaxBerry, que elogiou como “um excelente exemplo” de produção agrícola de “futuro”, “que tem colocado o Alentejo na dianteira da inovação”.

“Felizmente, ao longo das últimas décadas, temos crescido muito significativamente ao nível da produção agrícola”, assinalou António Costa, que esteve acompanhado pelo cabeça de lista socialista no círculo eleitoral de Beja, Pedro do Carmo.

O líder do PS apontou ainda um outro fator essencial: a sustentabilidade e o respeito pelo meio ambiente. “A água que aqui se utiliza é reciclada e reaproveitada, o que é muito importante, porque impede a contaminação dos solos e permite maior eficiência. Todos os componentes do solo são otimizados para melhorar a produção”, observou.

O também primeiro-ministro apontou ainda, esta empresa como “exemplo de produção integrada”, o que permite estabilizar a mão de obra, voltando a realçar, nesta aspeto, a importância da emigração.

“Como foi evidenciado nesta empresa, o país precisa de imigração para continuar a crescer do ponto de vista económico”, completou.

PS nunca cede “nos valores essenciais”

A visita antecedeu uma receção popular no centro de Beja, numa ação de rua em que teve ao seu lado o presidente da Câmara, Paulo Arsénio.

Percorrendo as ruas e travando breves conversas com alguns comerciantes, António Costa deixou também, aos jornalistas, uma mensagem mais política, afirmando que o PS pode encarar este combate eleitoral com a confiança e a determinação de quem não aceita ceder nos seus “valores essenciais”.

“Nestes anos em que governámos em parceria com outros partidos, nunca deixámos de preservar o essencial. Estamos aqui [a disputar estas eleições antecipadas], agora, precisamente porque não cedemos onde não é para ceder. Diálogo é uma coisa, mas ceder em valores essenciais não é possível”, declarou.

Para o líder socialista, o PS apresenta-se a estas eleições apenas “dependente dos portugueses” e “de mais ninguém”, reiterando a sua convicção numa maioria para “poder governar com autonomia” e “estabilidade”.

ARTIGOS RELACIONADOS