home

WebSummit regressa em novembro como “aposta ganha” do país

WebSummit regressa em novembro como “aposta ganha” do país

Lisboa irá receber a WebSummit em novembro com a presença de 40 mil participantes, anunciou ontem o ministro Pedro Siza Vieira, que considera a fixação do evento em Portugal uma aposta ganha.

Publicado por:

Acção socialista

Ação Socialista

Órgão Nacional de Imprensa

O “Ação Socialista” é o jornal oficial do Partido Socialista, cujo(a) diretor(a) responde perante a Comissão Nacional. Foi criado em 30 de novembro...

Ver mais

Notícia publicada por:

Pedro Siza Vieira, WebSummit

A realização em regime presencial da WebSummit em Lisboa é uma “excelente notícia para a economia da cidade e do país”, disse esta terça-feira o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira.

Há “finalmente condições para regressar fisicamente ao Parque das Nações e ao pavilhão da Altice Arena e à FIL”, considera Siza Vieira, que estima a presença de 40 mil participantes no evento que terá lugar entre os dias 1 e 4 de novembro.

O ministro salientou a importância de se ter fixado a WebSummit em Portugal. “É muito bom perceber que a aposta que fizemos há alguns anos em fixar em Portugal a WebSummit vai dar um contributo essencial para a recuperação da nossa atividade, essencialmente a meio da chamada época baixa de outono”, referiu.

Siza Vieira não tem dúvidas de que a colaboração com a WebSummit “se tem revelado muito positiva para o país”.

“Claramente esta é uma aposta vencedora: em 2019 tivemos 70 mil visitantes, um impacto sobre a procura interna de cerca de 72 milhões de euros e um impacto sobre a receita fiscal nacional de 24,9 milhões de euros”, sublinhou.

O governante acrescentou, ainda, que no plano internacional “o impacto económico da WebSummit vai muito para além destes números diretos”.

Dinamizar o empreendedorismo e inovação

O Governo irá “fazer coincidir com a realização da WebSummit uma melhor visualização e ponto de situação sobre o estado da nossa rede de empreendedorismo”, adiantou o governante, referindo-se às transformações no sentido da digitalização causadas pela pandemia.

Siza Vieira referiu que, no último ano, mais duas empresas portuguesas alcançaram o estatuto de ‘unicórnio’, sendo que existem atualmente muitas startups portuguesas que se estão a afirmar no mundo da inovação.

O Governo espera “ter condições para realizar fisicamente a primeira assembleia-geral da European Startups Nations Alliance” durante esta edição da WebSummit, bem como efetuar a apresentação do “novo pacote de apoio ao empreendedorismo e à inovação, o que coincidirá com a dinamização acrescida que pretendemos fazer chegar” a estes setores, adiantou o ministro Pedro Siza Vieira.

ARTIGOS RELACIONADOS