home

Relatório de Edite Estrela sobre discriminação no desporto baseada no género aprovado por unanimidade

Relatório de Edite Estrela sobre discriminação no desporto baseada no género aprovado por unanimidade

O relatório ‘A luta pela igualdade de condições – acabar com a discriminação contra as mulheres no mundo do desporto’, elaborado pela socialista Edite Estrela, foi aprovado por unanimidade, em Paris, na Comissão da Igualdade da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa (APCE).

Publicado por:

Acção socialista

Ação Socialista

Órgão Nacional de Imprensa

O “Ação Socialista” é o jornal oficial do Partido Socialista, cujo(a) diretor(a) responde perante a Comissão Nacional. Foi criado em 30 de novembro...

Ver mais

Notícia publicada por:

Edite Estrela, APCE

O documento redigido por Edite Estrela, presidente da delegação portuguesa à APCE, alerta para a necessidade de se investir na educação para a igualdade de género para se mudar mentalidades no mundo do desporto, defendendo que os “homens têm um papel importante a desempenhar no combate à discriminação das mulheres”, devendo agir, apoiar as vítimas e denunciar situações.

“A discriminação e os estereótipos baseados no género continuam difundidos no mundo do desporto e influenciam a forma como os atletas são percecionados pela opinião pública”, sustentou a também vice-presidente da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa.

Ora, com a aprovação do relatório, os parlamentares pedem aos Estados que tomem medidas para prevenir a violência contra meninas e mulheres no desporto e apoiem as vítimas. O discurso de ódio e o sexismo direcionados a atletas do sexo feminino, incluindo atletas LBTI, são também condenados.

Para além do investimento na educação para a igualdade de género, é igualmente recomendada a formação do corpo docente nestas questões.

A Comissão da Igualdade aconselha ainda o investimento no desenvolvimento do desporto para todos, considerando-o um meio de integração e emancipação.

Roménia apresenta progressos no funcionamento das instituições democráticas

Foi também aprovado o relatório sobre o cumprimento das obrigações de adesão da Roménia ao Conselho da Europa, cuja co-relatora é a deputada socialista Edite Estrela, que determina que a Roménia fez progressos significativos no cumprimento das normas do Conselho da Europa em áreas cruciais para o funcionamento das instituições democráticas, incluindo o judiciário e a luta contra a corrupção.

O Comité de Acompanhamento elogiou as autoridades romenas pela rápida reação na assistência humanitária a um elevado número de pessoas, depois da agressão da Rússia à Ucrânia.

No entanto, o relatório inclui uma série de preocupações, nomeadamente no que diz respeito à liberdade e pluralismo dos meios de comunicação social.

ARTIGOS RELACIONADOS