home

Francisco André reeleito vice-presidente do Partido Socialista Europeu

Francisco André reeleito vice-presidente do Partido Socialista Europeu

O dirigente socialista Francisco André, que atualmente exerce funções de secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, foi hoje reeleito para um novo mandato como vice-presidente do Partido Socialista Europeu, no Congresso que decorreu em Berlim, e no qual o ex-primeiro-ministro sueco Stefan Löfven foi eleito presidente. A espanhola Iratxe García (PSOE) e alemã a Katarina Barley (SPD) foram também eleitas vice-presidentes.

Publicado por:

Acção socialista

Ação Socialista

Órgão Nacional de Imprensa

O “Ação Socialista” é o jornal oficial do Partido Socialista, cujo(a) diretor(a) responde perante a Comissão Nacional. Foi criado em 30 de novembro...

Ver mais
Congresso PSE em Berlim

Francisco André realça que “este congresso fica marcado por um forte compromisso dos socialistas e sociais democratas europeus com a paz, com o apoio à Ucrânia e a condenação firme da ação militar russa”, sublinhando que ficou claro que esta guerra parte de “uma ação ilegal que viola o direito internacional, os direitos humanos, uma ação que mata civis e crianças e que deve terminar de imediato e ver os seus responsáveis julgados por crimes de guerra”.

Nos dois dias de trabalho, em Berlim, “ficou demonstrada a capacidade das lideranças socialistas na Europa, protagonizadas por chefes de governo como António Costa, Olaf Scholz ou Pedro Sanchez, entre outros, que unidos tentarão dar uma resposta eficaz a esta crise, recorrendo a instrumentos europeus de apoio à nossa economia como foi o caso do SURE o React EU, que salvaram as nossas empresas e apoiaram as nossas famílias durante a pandemia, ao contrário do que aconteceu na última crise financeira com a liderança de direita conservadora”, recorda Francisco André.

Neste Congresso, foi vincado o compromisso dos socialistas com a transição climática e a necessidade de assegurar a independência estratégica da União Europeia, o que passa pela existência de um mercado europeu de energia com interligações com todos os países, como tem sido defendido para ligação da Península Ibérica com o resto da Europa. Neste âmbito, a necessidade de acelerar a transição para as energias renováveis, onde Portugal é um exemplo para outros países europeus, foi também sublinhada.

Em Berlim, ficou patente o reconhecimento pelo trabalho do PS e do seu Secretário-Geral, enquanto um dos primeiro-ministros mais respeitados na União Europeia, e onde o PS assume esta grande responsabilidade de ter um vice-presidente executivo, Francisco André, para apoiar o novo presidente do PES, Stefan Loven, na preparação das próximas eleições de 2024, para uma União Europeia mais forte mas também mais justa e que promova mais igualdade e mais justiça social.

A presidente das Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos, Elza Pais, foi também reeleita para o Secretariado Executivo das PES Women, e a secretária nacional do PS para as Relações Internacionais, Jamila Madeira, foi eleita para membro da Presidência do PES.

O Congresso do Partido Socialista Europeu, que termina este sábado em Berlim, reuniu primeiros ministros, líderes e dirigentes partidários nacionais e europeus sob o mote ‘Com Coragem. Pela Europa’. Em discussão estiveram o presente e o futuro da Europa, nomeadamente os desafios que se colocam para enfrentar os efeitos da guerra na Ucrânia, o aumento da inflação e a consequente necessidade de uma resposta conjunta ao nível europeu.

ARTIGOS RELACIONADOS