home

Avanço da vacinação antecipa momento para “mudança de políticas”

Avanço da vacinação antecipa momento para “mudança de políticas”

A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, revelou esta quinta-feira que o território nacional está hoje “numa zona de vermelho menos denso do que era há umas semanas” na incidência da pandemia de Covid-19, observando-se uma diminuição no ritmo de transmissão. Ainda assim, o número de concelhos em risco elevado e muito elevado, sujeitos a regras mais restritivas, subiu esta semana para 116, mais 26 do que na semana anterior.

Publicado por:

Acção socialista

Ação Socialista

Órgão Nacional de Imprensa

O “Ação Socialista” é o jornal oficial do Partido Socialista, cujo(a) diretor(a) responde perante a Comissão Nacional. Foi criado em 30 de novembro...

Ver mais
Mariana Vieira da Silva

Falando na conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva esclareceu que esta semana não foram alteradas regras e que a pandemia está a ser controlada “pela eficácia e pelo cumprimento das regras da matriz de risco”.

A ministra antecipou também que após a reunião no Infarmed, agendada para a próxima terça-feira, 27 de julho, o Governo tomará novas medidas em função das análises dos especialistas, destacando que Portugal está a aproximar-se do momento em que grande parte da população terá a vacinação completa e que, a partir daí, deverá haver uma mudança de políticas.

“O Governo sempre disse que o momento em que uma percentagem muito significativa da sua população tivesse duas doses de vacina seria um momento de mudança de políticas. Aproximamo-nos desse momento. É tempo também de ouvir os especialistas e depois de tomar as decisões”, afirmou a governante.

Segundo a atualização do mapa de risco, existem hoje 61 concelhos em risco muito elevado (mais 15 do que há uma semana) e 55 em risco elevado (mais 11). Sem impacto nas medidas de desconfinamento, há ainda 29 municípios em situação de alerta.

A informação sobre o plano de desconfinamento do Governo no âmbito da pandemia de Covid-19 está disponível aqui.

ARTIGOS RELACIONADOS