home

António Costa reúne-se com empresários para “projetar Portugal” na maior feira industrial do mundo

António Costa reúne-se com empresários para “projetar Portugal” na maior feira industrial do mundo

O primeiro-ministro, António Costa, vai reunir-se a partir desta sexta-feira com os empresários portugueses participantes na Feira de Hannover, o maior certame industrial do mundo, que escolheu Portugal como país parceiro da edição deste ano.

Publicado por:

Acção socialista

Ação Socialista

Órgão Nacional de Imprensa

O “Ação Socialista” é o jornal oficial do Partido Socialista, cujo(a) diretor(a) responde perante a Comissão Nacional. Foi criado em 30 de novembro...

Ver mais
António Costa e Olaf Scholz

A ‘Hannover Messe 22’, que António Costa inaugura no próximo dia 30 de maio, juntamente com o seu homólogo alemão, Olaf Scholz, decorrerá até 2 de junho e tem como um dos lemas para este ano ‘Portugal Makes Sense’, sendo uma oportunidade para projetar o que de melhor tem o país e “afirmar a indústria e a inovação tecnológica nacionais”.

O primeiro dos encontros, designados ‘A caminho de Hannover’, realiza-se já esta sexta-feira, em Braga, e juntará representantes de 42 empresas, das quais 20 do distrito do Porto, 20 de Braga, uma da Guarda e uma de Bragança.

No próximo dia 18 de maio, em Aveiro, António Costa vai reunir-se com representantes de 39 empresas, das quais 35 do distrito, duas de Coimbra e duas de Viseu.

Finalmente, no dia 24, em Sintra, o Governo irá ouvir os empresários em representação de 17 empresas de Lisboa, nove de Leiria, uma de Santarém e uma de Setúbal.

O ministro da Economia, António Costa Silva, destaca também que o certame “é uma ótima oportunidade para Portugal ser projetado” e impulsionar “ainda mais” a atração de investimento, contribuindo para consolidar a recuperação.

“Nos dois primeiros meses deste ano conseguimos, em termos de investimento direto estrangeiro, o saldo líquido [de] 2,2 mil milhões de euros, cerca de um terço do que tivemos em 2021, onde batemos todos os recordes”, apontou, acrescentando esperar que Hannover “também impulsione ainda mais esta atração de investimento”.

“Temos empresas que estão exatamente na primeira linha da competitividade”, disse.

Na sua última edição presencial, em 2019, ‘a Hannover Messe’ juntou 6.500 expositores, proporcionou 6,5 milhões de contactos empresariais e recebeu 215 mil visitantes, um terço dos quais envolvidos em projetos de investimento estimados em 52 mil milhões de euros.

A participação de Portugal na edição deste ano, sob o mote ‘Portugal Makes Sense’, permitirá apresentar produtos inovadores, captar investimento, criar novas parcerias de negócio e dinamizar exportações.

Portugal estará representado por 109 empresas, que desenvolvem atividade nas áreas de soluções de engenharia, de energia e ecossistemas digitais, com incidência sobre os setores dos equipamentos e da metalomecânica, mobilidade, setores automóvel e aeronáutico, automação e robótica, têxteis e plásticos técnicos, moldes, tecnologias de produção e energias renováveis.

ARTIGOS RELACIONADOS