home

26 mulheres do Governo desafiam à leitura das Novas Cartas Portuguesas

26 mulheres do Governo desafiam à leitura das Novas Cartas Portuguesas

Há 50 anos, Maria Teresa Horta, Maria Isabel Barreno e Maria Velho da Costa começaram a escrever as Novas Cartas Portuguesas, um dos livros que mais corajosamente desafiou os cânones do Estado Novo, e por isso foi por ele censurado e as suas autoras julgadas. Fundou também no nosso país os movimentos da segunda vaga feminista.

Publicado por:

Acção socialista

Ação Socialista

Órgão Nacional de Imprensa

O “Ação Socialista” é o jornal oficial do Partido Socialista, cujo(a) diretor(a) responde perante a Comissão Nacional. Foi criado em 30 de novembro...

Ver mais

A área governativa da Presidência, que tutela as políticas de igualdade, decidiu assinalar, homenagear e dar visibilidade ao meio século desta obra promovendo um movimento digital de leitura participada.

Assim, entre hoje, dia 18 de maio, data de uma das cartas mais instigantes da obra – O Corpo -, e a próxima sexta-feira, dia 21 de maio, serão divulgadas nas redes sociais as leituras das 8 ministras e 18 secretárias de Estado do atual Governo, mas também a de Maria Teresa Horta.

A iniciativa é uma homenagem às ‘3 Marias’ e ao livro, bem como um apelo a que outras pessoas o venham a fazer, juntando-se a este movimento digital.

Os vídeos estarão disponíveis nas contas Youtube, Twitter e Facebook do XXII Governo.

ARTIGOS RELACIONADOS