fbpx

Secretário-geral Adjunto apela à participação feminina nas autárquicas


O Secretário-geral Adjunto do PS, José Luís Carneiro, lançou ontem um desafio às Mulheres Socialistas para a realização de um estudo sociológico sobre o seu envolvimento nos órgãos autárquicos, apelando à participação feminina nas próximas eleições autárquicas.

Este desafio foi concretizado na primeira reunião das Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos, realizada por videoconferência, após a eleição das novas Presidentes Federativas, nos dias 17 e 18 de julho, e que contou com a participação da Presidente nacional, Elza Pais.

Na ocasião, José Luís Carneiro sugeriu que fosse realizada uma análise sociológica do universo de mulheres socialistas autarcas, que contribua para o maior envolvimento das mulheres na participação cívica e política no próximo ciclo eleitoral. “É muito importante sermos vozes ativas e atentas para melhorar as respostas das políticas públicas e a sua compreensão pelas populações”, afirmou. O Secretário-geral Adjunto felicitou as recém-eleitas e elogiou “o espírito de cooperação mútua que tem existido e que contribui para melhorar a performance política do PS”.

Elza Pais congratulou-se com estes desafios e prometeu apresentar ao PS metas de paridade para as próximas eleições. A Presidente das MS-ID vincou que “estamos disponíveis para contribuir para a progressão das políticas socialistas num momento tão desafiante para o país como é este da pandemia e da crise que ela provoca”.

Nestas Eleições Federativas, foram eleitas 17 presidentes, ficando Guarda e Vila Real para uma fase eleitoral posterior. Das eleitas, nove renovaram os respetivos mandatos, oito desempenham funções pela primeira vez. Foram igualmente eleitas oito novas coordenadoras concelhias e respetivas equipas, nos concelhos de Arraiolos, Estarreja, Mafra, Penafiel, Póvoa de Varzim, Santa Marta de Penaguião, Vila Franca de Xira e Vila Real. As MS-ID têm agora 144 estruturas concelhias em todo o território nacional.