fbpx

António Costa convida portugueses a aproveitarem ‘cá dentro’ o melhor destino turístico do mundo


A segurança de todos e de cada um face a um vírus que “ainda anda por aí” e a crise económica, que está a atingir de forma implacável quase todos os países, aconselham a que os portugueses optem este ano por passar as suas férias “cá dentro”.

O apelo foi ontem feito pelo primeiro-ministro na apresentação da nova campanha do Turismo de Portugal, ‘Tu Podes, Visita Portugal’, uma iniciativa que visa mobilizar as famílias portuguesas para que, no segundo semestre de 2020, façam turismo “cá dentro”, lembrando António Costa que a opção pelo turismo interno significa, desde logo, terem o “privilégio” de visitar ou redescobrir o país que, por três anos consecutivos, entre 2017 e 2019, foi considerado o melhor destino turístico do mundo.

Depois de lembrar o peso significativo que o turismo tem representado nos últimos anos para o conjunto da riqueza nacional, o primeiro-ministro fez questão de referir que este será um ano, “por causa da pandemia de Covid-19”, em que haverá menos turismo estrangeiro, uma certeza que segundo António Costa justifica que os portugueses apostem no turismo interno, fazendo férias dentro de portas.

Para António Costa, se “temos o privilégio” de viver num país que está entre os melhores destinos turísticos do mundo, então “só nos resta aproveitá-lo”, até porque muito dificilmente, como aludiu, os portugueses terão novamente a possibilidade de usufruir de um ano em que o país esteja quase só dedicado ao turismo interno, sublinhando, a este propósito, a oportunidade única que se abre aos turistas nacionais de poderem visitar o país “sem as enchentes de outros anos”.

Se hoje é claro para todos que “temos de proteger a nossa saúde”, face a um vírus que surgiu de forma repentina e inusitada e sem qualquer aviso, também é necessário, ainda segundo António Costa, que haja uma aposta forte nos rendimentos, no emprego e nas empresas, sendo que uma das forma para se poder consolidar esta equação passa, em grande medida, pela valorização dos vários territórios do país, ilhas atlânticas incluídas, ajudando assim a manter Portugal como um dos melhores destinos turísticos do mundo.

Aposta no turismo interno

Antes, o ministro da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, tinha já enfatizado que a aposta no turismo interno, para além de proporcionar aos portugueses a possibilidade de poderem ser turistas no seu próprio país, abre-lhes igualmente a porta a novas oportunidades para poderem “investir nas comunidades nacionais e nas empresas nacionais”.

Um apelo a que se vem juntar a campanha ‘Tu Podes, Visita Portugal’, apresentada pelo presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, iniciativa que vai estar em exibição até ao final do ano e que correrá a par de um filme protagonizado por turistas de várias nacionalidades que já visitaram Portugal e que apelam aos portugueses para que se “deixem contagiar pelos sons, as paisagens, a cultura ou a gastronomia do país”.

Presente também na sessão de lançamento da iniciativa esteve a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, que na ocasião se referiu aos “meses muito difíceis” vividos por um setor que “parou de receber turistas”, tendo no entanto salientado o trabalho e a preparação que foram sendo feitos, lembrando, nomeadamente, as cerca de 14 mil empresas que já aderiram ao selo ‘Clean & Safe’ e os “15 mil trabalhadores que foram recebendo formação”.