fbpx

Governo autoriza Soflusa a gastar 10ME em manutenção da frota até 2022


O Governo autorizou a Soflusa, que assegura as ligações fluviais entre o Barreiro e Lisboa, a gastar dez milhões de euros na manutenção dos navios entre 2020 e 2022, foi esta terça-feira publicado em Diário da República.

De acordo com a portaria, a Soflusa tem “necessidade de aquisição de serviços de manutenção global dos navios”, pelo que o Ministério das Finanças e o do Ambiente e Transição Energética decidiram autorizar a repartição de encargos “até ao montante global estimado de dez milhões de euros”.

Um valor, que, segundo o documento, será repartido “por ano económico”, permitindo que a Soflusa gaste três milhões de euros em manutenção nos anos de 2020 e 2021, respetivamente, e quatro milhões de euros em 2022. Ainda assim, refere a nota, “as importâncias fixadas para os anos de 2021 e 2022 poderão ser acrescidas do saldo que se apurar na execução orçamental do ano anterior”.

Numa resposta escrita enviada à agência Lusa, a empresa de transporte fluvial afirmou que o valor atribuído “permitirá a continuidade dos serviços de manutenção da frota da Soflusa, os quais são assegurados externamente, até ao ano de 2022”.

“A portaria autoriza a Soflusa a gastar aquele valor para adquirir prestação de serviços de manutenção. O apoio aos navios é feito por um prestador de serviços e é algo que é feito de forma constante”, explicou.