fbpx

Web Summit é oportunidade de afirmar o país com um perfil diferente daquele que é conhecido


António Costa disse hoje, durante a apresentação do “Road to Web summit” que esta “é uma oportunidade de afirmar o país com um perfil diferente daquele que é conhecido“.
Sim, já sabemos: somos um grande destino turístico, somos grandes produtores de sapatos, temos o melhor azeite do mundo, estamos a ficar com os melhores vinhos do mundo, somos ótimos no têxtil, mas nós temos que ter outro perfil.” afirmou o primeiro-ministro.

Nós somos também bons na industria automóvel” relembrou António Costa “nós somos parceiros de um projeto da industria aeronáutica, mas nós temos hoje uma multiplicidade de empresas nas áreas das novas tecnologias e de inovação que dão um novo perfil ao país e o Web Summit e uma oportunidade única para mostrar o país e cada uma das novas empresas“.

António Costa aproveitou a oportunidade para reafirmar a estratégia “Startup Portugal” que está a ser desenvolvida a par do Web Summit e que visa ajudar a internacionalização. Para tal, e pela primeira vez, três startups portuguesas vão integrar missões governamentais a três cidades brasileiras (São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais). Também pela primeira vez vão estar startups portuguesas no fórum empresarial da lusofonia, em Macau.

O primeiro-ministro recordou a estratégia apresentada no Porto, neste verão. Esta estratégia, que já está a ser executada. Para tal, hoje às 14:30 abriu o concurso para os vouchers startup – cujo objetivo é financiar, durante um ano, o desenvolvimento de um projeto empresarial até poder ser colocado no mercado. Nesta estratégia existe também o Vale Incubação que tem como objetivo financiar as startups a poderem ir para as melhores incubadoras.

O governo abriu também duas linhas de financiamento: uma destinada a business angels, de 26 milhões de euros, e uma segunda destinada a capital de risco no valor de 100 milões de euros. Estas duas linhas de financiamento permitem alavancar um financiamento superior a 300 milhões de euros. “São as duas maiores linhas alguma vez abertas de financiamento para criar startups em Portugal” rematou António Costa.

O Web Summit é uma alavanca fundamental para uma estratégia que tem de mobilizar e contagiar o conjunto do país