fbpx

Grandes prioridades do Norte estão contempladas no Plano de Recuperação e Resiliência


O Secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, sublinhou hoje que as grandes prioridades da região Norte estão contempladas no Plano de Recuperação e Resiliência, após uma reunião com o presidente da CCDR-N, António Cunha.

“As grandes prioridades que estavam identificadas na região Norte, quer em termos infraestruturais, quer em termos de investimento na capacidade de inovação e de investimento empresarial, que é uma das marcas decisivas da região Norte, essas grandes prioridades estão contempladas no Plano de Recuperação e Resiliência”, sublinhou à saída do encontro.

Entre outros exemplos, o secretário-geral adjunto, referia-se à expansão da Rede de Metro do Porto, à extensão da EN103 Vinhais / Bragança e à ligação de Bragança a Puebla de Sanabria (Espanha) que irá potenciar a mobilidade transfronteiriça, bem como à extensão do IC35 e à EN14 – Maia (Nó do Jumbo) / Interface Rodoferroviário da Trofa.

“É necessário definir bem as prioridades, ter bons projetos e mostrar capacidade para executar com transparência os recursos disponíveis. É necessário fazer, e fazer bem”, salientou José Luís Carneiro a propósito da execução da importância destes projetos para o desenvolvimento do Porto.

O dirigente sublinhou ainda que hoje “os novos responsáveis das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional têm uma nova legitimidade, mais democrática, já que o presidente foi eleito pelos autarcas de toda a região”, acrescentando que isso “aumenta a responsabilidade da região e dos seus representantes face aos eleitores”.

José Luís Carneiro referiu-se ainda aos 1700 contributos das entidades públicas, sociais e privadas recebidos no âmbito do PRR e sublinhou o facto de Portugal ter sido o primeiro país a entregar o documento à Comissão Europeia. “É uma oportunidade singular para desbloquear obstáculos ao desenvolvimento. Prevê a capacitação das pessoas, das empresas, do território e do Estado”, afirmou.