fbpx

Lídia Jorge e António Carlos Cortez debatem o papel da leitura nos dias de hoje


O Partido Socialista promove na próxima quinta-feira, 8 de abril, às 21h00, mais uma sessão do Diálogo Entre Gerações que irá debater o tema “A leitura hoje: para além do feitiço dos ecrãs” com a escritora Lídia Jorge e o poeta António Carlos Cortez. A conversa que promete pensar a leitura e a literacia literária será moderada pela deputada e vice-presidente da Assembleia da República Edite Estrela e será transmitida no Facebook do PS.

“Pugnar por manter o hábito da leitura de livros como atividade intelectual imprescindível no meio avassalador da esfera digital não é criar uma contradição, mas sim celebrar uma aliança tão profícua quanto urgente. Mas ao nível a que o des-hábito da leitura chegou, vai ser necessário conceber uma revolução programática junto daqueles que estão agora na fase da primeira aprendizagem para se atingir esse objetivo num futuro próximo. Outros começaram a fazê-lo. Mas teremos nós vontade suficiente para isso? Nós, país do não livro”, apela a escritora Lídia Jorge.

Lídia Jorge é uma escritora portuguesa representativa da geração pós-revolução. O seu livro de estreia, “O Dia dos Prodígios”, publicado em 1980, tem sido considerado um marco na nova fase de Literatura Portuguesa Contemporânea. O seu romance “A Costa dos Murmúrios” foi adaptado ao cinema e “O Vento Assobiando nas Gruas” está também a ser adaptado. Os seus livros estão traduzidos em mais de vinte línguas e tem recebido vários prémios nacionais e internacionais na categoria de romance, e pelo conjunto da sua obra. Entre os internacionais, conta-se o Prémio ALBATROZ (2006) da Fundação Günter Grass, o Grande Prémio Luso-Espanhol de Cultura de 2015, ou o Prémio das Línguas e Literaturas Românicas da Feira Internacional de Guadalajara, em 2020. Em 2013, a revista Magazine Littéraire considerou-a uma das dez vozes literárias mais influentes da atualidade. É Conselheira de Estado por convite do Presidente da República.

António Carlos Cortez é professor, poeta, crítico literário e ensaísta. Autor de 15 livros de poesia e 3 de ensaio, destacam-se da sua produção títulos como: “Depois de Dezembro” (Prémio Sociedade Portuguesa de Autores 2011); “A dor concreta” (prémio Associação Portuguesa de Escritores 2017); “Corvos cobras Chacais” (finalista prémio correntes descritas); e “Jaguar” (Prémio Ruy Belo 2020 e prémio António Gedeão /Fenprof, 2020). É consultor do Plano Nacional das Artes e acaba de publicar mais um livro de poesia “SKIN DEEP”.

Edite Estrela é licenciada em Filologia Clássica, deputada e vice-presidente da Assembleia da República. Autora de programas sobre Língua Portuguesa para rádio e televisão, Edite Estrela é também autora e coautora de vários livros sobre o idioma, entre os quais “Saber Escrever e Saber Falar” e “Dicionário de Dúvidas, Dificuldades e Subtilezas da Língua Portuguesa”.

A iniciativa Diálogo Entre Gerações tem como objetivo apresentar perspetivas de gerações diferentes sobre um tema. Esta iniciativa teve o seu início em abril de 2020, no âmbito do 47º aniversário do Partido Socialista, e foi retomada em janeiro, com um debate mensal nas primeiras quintas-feiras de cada mês.