fbpx

António Costa e Merkel querem “ritmo elevado” de vacinação e acelerar recuperação económica


O primeiro-ministro, António Costa, e a chanceler alemã, Angela Merkel, mantiveram ontem, por videoconferência, uma reunião de “passagem de testemunho” entre presidências da União Europeia, na qual os dois chefes de Estado convergiram no objetivo comum de manter o “ritmo elevado” na vacinação contra a Covid-19 e de colocar em marcha o plano de recuperação europeu.

“Excelente reunião com a chanceler Angela Merkel para passagem de testemunho entre presidências da União Europeia”, assinalou António Costa, numa mensagem em que realçou a concordância de pontos de vista, quando arranca o novo semestre europeu, sobre a “importância de manter ritmo elevado da vacinação e de pôr no terreno os instrumentos para a recuperação económica e social”.

A quarta presidência portuguesa da União Europeia, que sucede ao semestre de presidência alemã, iniciou-se a 1 de janeiro, conhecendo esta terça-feira mais um ponto de agenda com a visita a Lisboa do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

Do programa da visita, consta uma reunião de trabalho com o primeiro-ministro português, esta tarde, na qual participam o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e a secretária de Estado do Assuntos Europeus, Ana Paula Zacarias, no Centro Cultural de Belém.

Após este encontro, está também prevista uma breve visita do presidente do Conselho Europeu ao Mosteiro dos Jerónimos, local onde foi assinado o Tratado de Adesão de Portugal à Comunidade Económica Europeia, em 1985.

Ao final da tarde, pelas 18h30, o Grande Auditório do Centro Cultural de Belém será palco do espetáculo inaugural da presidência portuguesa, com um concerto da Orquestra Sinfónica Portuguesa, conduzido pela maestrina Joana Carneiro.

O espetáculo, durante o qual será homenageado Carlos do Carmo, contará ainda com a participação dos artistas Ana Moura, Carminho, Camané, Sara Correia e da guitarrista Marta Pereira da Costa, com curadoria do Museu do Fado e direção artística de Elisabete Matos.

Portugal assumiu a sua quarta presidência do Conselho da União Europeia no dia 1 de janeiro, a qual se estenderá durante o primeiro semestre de 2021, sob o lema ‘Tempo de agir: por uma recuperação justa, verde e digital’.