fbpx

Economia portuguesa cresce acima do previsto


Confrontado esta manhã com os dados divulgados pelo INE, que apontam para o crescimento do PIB português em 2,2% no ano de 2019, acima do estimado pelo próprio Governo, o ministro de Estado e das Finanças considerou serem “boas notícias” para o país. Mário Centeno referiu também que a evolução “positiva” das contas públicas deixa margem de confiança sobre a execução orçamental de 2019.

O ministro de Estado e das Finanças reagiu esta manhã, em conferência de imprensa, aos dados hoje divulgados pelo INE sobre a evolução da economia nacional, onde se refere que no quarto trimestre de 2019 o Produto Interno Bruto (PIB) nacional cresceu 2,2% em termos homólogos, quando comparado com o mesmo período de 2018, e 0,6% em cadeia, relativamente ao terceiro trimestre de 2019. Boas notícias sobre o desempenho da economia, que levaram Mário Centeno a deixar em aberto a possibilidade de poderem ser refletidas no Programa de Estabilidade.

“Quando em abril apresentarmos o Programa de Estabilidade, vamos refletir toda a informação que temos sobre a economia portuguesa, e esta é uma atualização positiva, ascendente, do crescimento, e vai seguramente ser refletida nesses números”, disse.

Para o ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo, estes dados estão em linha com os resultados muito positivos das exportações que se registaram no quarto trimestre, “o que são sempre boas notícias”, realçando a importância deste setor sobretudo “num contexto muito difícil de tensões comerciais a nível mundial”.

Mas para além do saldo muito animador das exportações, Mário Centeno alertou ainda para os dados da produção industrial. que também cresceu 3,9% no final do ano passado, “quando no conjunto da área do euro cai 4,1%”, defendendo que os números hoje conhecidos sobre a evolução da economia portuguesa “colocam um tom mais positivo na trajetória do PIB”, exatamente inverso às “projeções que o Banco de Portugal tinha divulgado”, mas “aproximando-se bastante” das que o Governo apresentou na proposta de Orçamento do Estado para 2020.

Execução orçamental

Mário Centeno salientou ainda que a execução orçamental em dezembro “correu bastante bem”, aconselhando, contudo, que se espere pela confirmação do INE, que “divulgará os números no final do próximo mês de março”. O governante não deixou, porém, de sublinhar o comportamento “positivo das contas públicas ao longo de 2019”, referindo ser algo que “nos dá confiança sobre a execução orçamental do ano”.