fbpx

José Luís Carneiro defende impacto positivo das políticas de rendimentos no interior do país


O Secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, defendeu hoje, em declarações à TSF, que a medida de instalar três secretarias de Estado em territórios do interior, em Bragança, Castelo Branco e Guarda, está integrada num conjunto de políticas mais vasto refletido no programa do governo. “Esta medida não surge desgarrada da estratégia do Governo, mas está refletida nas diversas áreas da governação, como nas políticas de rendimentos. Por exemplo, o aumento do salário mínimo nacional tem grande impacto nestes territórios, como é visível pelos dados disponíveis relativamente ao poder de compra”, sublinhou.

No entanto, o Secretário-geral adjunto do PS sublinha que estas políticas não têm efeitos imediatos: “Estas medidas não têm resultados imediatos, são medidas que necessitam muitas vezes de uma geração para os seus efeitos serem visíveis”. E acrescentou: “O país evoluiu muito. Há 40 anos, quando estudei na escola primária, em Baião, só três alunos da minha turma frequentaram o ensino superior. Hoje a realidade é bastante diferente. Por outro lado, também sabemos que quanto mais as pessoas se qualificam menores também são as oportunidades que encontram no lugar de nascimento”. José Luís Carneiro mencionou, por outro lado, os exemplos de Vinhais e Montalegre, territórios de baixa densidade que constituem modelos de boas práticas ao conseguirem valorizar as produções locais.

O Secretário-geral adjunto do PS defendeu, contudo, que é “necessário encontrar um modelo integrado para valorizar estes territórios, em articulação com as universidades, de forma a explorar ainda mais as oportunidades que neles residem”. Recorde-se que o Governo decidiu avançar nesta legislatura com a descentralização de três Secretarias de Estado que vão ficar instaladas nas cidades de Bragança, Castelo Branco e Guarda numa perspetiva de desenvolver uma politica de maior proximidade e de coesão territorial. O Governo decidiu instalar o gabinete do secretário de Estado da Conservação da Natureza, Florestas e Ordenamento do Território em Castelo Branco. A Secretaria de Estado da Valorização do Interior ficará a funcionar na cidade de Bragança, enquanto a cidade da Guarda irá acolher a Secretaria de Estado da Ação Social.