fbpx

Ana Catarina Mendes: Os portugueses confiaram na estabilidade política


A presidente da bancada socialista Ana Catarina Mendes reafirmou hoje a vontade do PS continuar “a trabalhar para que Governo e Parlamento cheguem, durante os próximos quatro anos, a todos os acordos que forem necessários para que as pessoas sintam que a sua vida está melhor”.

Na sua intervenção no encerramento do debate do Programa do Governo, Ana Catarina Mendes recordou que os portugueses votaram no sentido da estabilidade política, mostrando através do reforço dos resultados eleitorais que confiaram no PS para “manter a solução política da anterior legislatura, independentemente da forma concreta que assuma”.

Sobre as criticas do Bloco de Esquerda pela falta de acordos escritos, a Presidente do Grupo Parlamentar do PS sublinhou que o principal são as medidas para melhorar a vida das pessoas: “Tudo isso são meras questões de forma, o essencial é saber onde nos posicionaremos no momento em que tivermos de optar por medidas que mudem a vida das pessoas para lhes conferir maior dignidade e mais direitos”.

Nesse sentido, Ana Catarina Mendes não fechou a porta ao diálogo com todos os partidos representados no Parlamento. “Quer isto dizer que não contaremos, em algumas medidas, com outros partidos, nomeadamente com o PSD e o CDS? Claro que não: há matérias que são de consenso nacional, das quais nenhum democrata se deverá excluir”, afirmou a líder parlamentar, apontando os exemplos das matérias europeias, fundos comunitários e defesa nacional.

Contudo, Ana Catarina Mendes questionou a posição da direita durante o debate do Programa do Governo: “O PSD parece zangado com o PS, mas continua zangado com os portugueses. Na verdade, os portugueses também continuam zangados com o PSD, não esqueceram o que lhes fez durante os quatro anos em que governou”.