fbpx

Municipalização de autocarros no Grande Porto é “efetiva reforma do Estado”


António Costa apresentou hoje a intermunicipalização da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) como “um excelente exemplo de uma efetiva reforma do Estado” e de combate às alterações climáticas, duas das prioridades do governo na atual legislatura.

“A descentralização que concretizamos com a passagem da propriedade e da gestão da STCP para seis municípios é um excelente exemplo de uma efetiva reforma do Estado. Este é um dia politicamente muito relevante porque podemos concretizar duas das nossas prioridades: a descentralização e o combate às alterações climáticas por via da descarbonização”, afirmou António Costa no Porto, depois da assinatura do Memorando de Entendimento para a Intermunicipalização da STCP a partir de 01 de janeiro, pelos seis municípios servidos pela empresa (Porto, Vila Nova de Gaia, Maia, Matosinhos, Valongo e Gondomar).

Destacando que o investimento no transporte público quadriplicou nos últimos quatro anos, o primeiro-ministro destacou que, em relação à STCP, o Estado “assume a dívida histórica”, entregando a empresa “estabilizada”, mas sem se “desresponsabilizar”, já que mantem “o compromisso para a renovação da frota até 2023” e o Programa de Redução Tarifária (PART).