fbpx

Substituição de carros por veículos elétricos nas empresas do Estado em vigor na 6.ª-feira


As empresas do Estado podem substituir pelo menos metade da frota por veículos sem emissões a partir de sexta-feira, segundo o diploma hoje publicado em Diário da República.

Esta iniciativa pretende contribuir para a descarbonização das frotas das empresas públicas e vai ao encontro do compromisso de atingir a neutralidade carbónica até 2050, que “tem estabelecidas metas de redução das emissões nacionais de gases com efeito de estufa entre 45% e 55% até 2030, devendo o setor dos transportes contribuir com uma redução de 40%”, segundo o diploma.

“O Estado deverá contribuir para o cumprimento destas metas, promovendo-se a aquisição de veículos de zero emissões para o Parque de Veículos do Estado (PVE), tendo como objetivo atingir em 2030 uma frota descarbonizada”, pode ler-se no documento.

Esta medida faz parte do conjunto de decisões integradas no roteiro para a neutralidade carbónica aprovado no Conselho de Ministros realizado em 06 de junho.

O objetivo é conseguir que Portugal seja carbonicamente neutro em 2050 através de medidas ambientais que preveem, por exemplo, a reutilização de águas residuais e a substituição de metade dos carros das empresas do Estado por carros elétricos.

Falando aos jornalistas após a reunião, o ministro do Ambiente e Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes afirmou que Portugal se torna assim “o primeiro país no mundo com um roteiro estruturado que atravessa todos os setores da economia”, para que daqui a 30 anos só emita o dióxido de carbono que a sua vegetação consiga reter.