fbpx

António Costa diz que Rangel “fala, fala e fala” mas nunca fez nada pelo interior do país


António Costa comparou hoje o trabalho do seu ex-ministro Pedro Marques e o do “número um” europeu do PSD, considerando que Paulo Rangel, em 10 anos em Bruxelas, nunca fez nada pelo interior do país.

O secretário-geral do PS falava no jantar-comício do PS, na Covilhã, após discursos do seu cabeça de lista europeu, Pedro Marques, do secretário de Estado da Energia, João Galamba, e da líder da Federação de Castelo Branco, Hortense Martins.

“Quando falamos de interior, não nos metemos num helicóptero para sobrevoar o interior, vamos a Proença-a-Nova, ao coração do pinhal interior, buscar um grande presidente de Câmara e pô-lo no Governo: João Paulo Catarino, que é secretário de Estado para a Valorização do Interior”, declarou.

Ainda segundo António Costa, quando o PS fala em interior, “coloca a Secretaria de Estado em Castelo Branco, porque é no coração do interior que se constrói o desenvolvimento desta zona do país”.

“A verdade é esta: Há uns que falam, falam, falam e há aqueles que fazem. Em 10 anos de presença no Parlamento Europeu, o que fez Paulo Rangel pelo interior do país, para além de ter vindo aqui passear de helicóptero? Só nestes três anos e só relativamente a este distrito, fez mais do que eles [Rangel e Nuno Melo] em 10 anos de presença no Parlamento Europeu”, declarou, recebendo muitas palmas.

De acordo com António Costa, como estes resultados do seu Governo “custam muito” às oposições, “em vez de proporem algo de útil pela Europa, só são capazes de dizer mal do PS – e nada mais. Mas a política não é o local da maledicência, mas o local para bem fazer”, contrapôs.