fbpx

Ministra do Mar realça contributo da indústria naval para a economia azul


A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, realçou a crescente importância da indústria naval portuguesa para a economia azul, durante uma intervenção na apresentação da embarcação multifunções construída pelo grupo ETE para uma empresa do Uruguai.
No Porto de Lisboa, a Ministra destacou que a promoção da indústria naval «é desde a primeira hora um dos desígnios deste Governo», acrescentando que foi definida como «uma das metas da estratégia para o aumento da competitividade portuária até 2026, o aumento do volume de negócios da indústria naval em 50%».
Esta indústria é vista como «um dos grandes impulsionadores do crescimento da economia azul em Portugal», disse Ana Paula Vitorino.
O Workboat Punta Tigre representa um investimento privado de um milhão de euros «mas também simboliza a capacidade de inovação tecnológica e o potencial de exportação da indústria naval portuguesa».
«Este é um setor global, onde a quota de mercado tem de ser ganha por uma especialização de cluster, onde a vantagem competitiva advém da forte articulação com os setores nacionais metalomecânico e tecnológico e é potenciada com a escolha dos parceiros internacionais certos», afirmou.
A Ministra do Mar sublinhou também a dinâmica do Grupo ETE, um grupo 100% português, nas suas mais variadas áreas de atividade.