fbpx

Roteiro de cidadania vai percorrer todo o país


Está desde ontem no terreno o Roteiro “Cidadania em Portugal”, uma iniciativa do Governo, em parceria com a Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local (Animar), que vai levar a todo o país, até 30 de junho do próximo ano, um conjunto de ações para promover a discussão e reflexão sobre as questões relacionadas com a cidadania e igualdade.

“O objetivo é por o país a debater questões de cidadania, convidando as comunidades a conhecer bons exemplos, ao mesmo tempo que estimula a reflexão sobre o combate às desigualdades ou discriminações”, explicou a secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino.

O Roteiro arrancou ontem, em Lisboa, assinalando o Dia Municipal para a Igualdade, percorrendo o país nos próximos oito meses, numa carrinha devidamente equipada com recursos lúdico-pedagógicos, para apoiar a dinamização de atividades propostas por redes locais, estando já marcadas iniciativas em mais de 100 municípios.
A iniciativa envolve ainda as autarquias, organismos da administração pública, organizações da economia social e solidária e outras entidades, tais como a ACAPO, a Federação Portuguesa de Surdos, entre outras.

“Precisamos que as instituições, localmente, no terreno, desenvolvam atividades que contribuam para uma sociedade mais ativa e mais consciente do seu papel de cidadania e é isso que vamos fazer”, disse Catarina Marcelino.

“Temos seis seminários previstos por todo o país. O primeiro será em dezembro, em Setúbal, sobre a luta contra a pobreza e a exclusão social, mas depois também teremos seminários sobre multiculturalidade, territórios sustentáveis ou educação para a cidadania”, referiu ainda a secretária de Estado.

Até ao final de 2016, o Roteiro irá estar na Grande Lisboa e na Península de Setúbal (entre 24 e 29 de outubro); no Grande Porto (entre 7 e 12 de novembro); no Minho-Lima e no Ave (entre 21 e 26 de novembro); no Tâmega (entre 5 e 10 de dezembro) e Alto Trás-os-Montes (entre 12 e 17 de dezembro), prolongando-se em 2017 nas restantes regiões do País.